04/09/2014

Uma velha porta

É uma velha porta.
ricamente vestida.
O tempo passa por ela,
dando origem a pequenas fissuras.
Não obstante, ela perdura:
sem queixas,
nem lamentos.
É uma velha porta
que se contenta com quem bate.
A aldraba faz o seu propósito
embora tenha perdido a simetria.
É uma porta fechada...
O meu lamento é só esse,
gosto de portas abertas.














Porta em Salamanca



25 comentários:

  1. Respostas
    1. Obrigada, João.
      Os nuestros hermanos têm uma arquitectura e uns pormenores fantásticos. Esta é mais uma para a minha colecção. :))
      Beijinho.

      Eliminar
    2. Escrevi QUER mas era QUE, como por certo logo entendeste.
      Sabem verdadeiramente cuidar do seu património ! ( Não colocam contentores do lixo diante de um monumento, nem plantam um poste com uma tabuleta em frente à fachada... E respeitam a época a que cada elemento pertence ! ).

      Eliminar
    3. João,
      A minha revisita a Salamanca foi muito boa pois agora dou atenção a pormenores que há alguns anos não era o que procurava. :))
      Realmente eles sabem preservar o ambiente e conservá-lo harmonioso.
      Beijinho. :))

      Eliminar
    4. Fico muito feliz com essa tua nova forma de ver !

      Bom sábado e um beijo amigo.

      Eliminar
  2. A porta, linda, que nem a voragem do tempo roubou a beleza. Que segredos guarda? Que vidas foram resguardadas por ela?

    Um obrigada muito especial pelo vídeo, pela escolha que, mais uma vez, não foi ao acaso.

    Beijinho, Ana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. GL,
      Sim, não foi ao acaso. A porta é bela.Os segredos esses não os pude desvendar. :))
      Beijinho.

      Eliminar
  3. Gosto de portas abertas
    Ou apenas fechadas
    nas aldrabas
    Ah
    e gosto de blues
    (isto hoje foi de "primeira água")

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Rogério.
      Também gosto de Blues e da voz rouca de Cohen. :))
      Um abraço.

      Eliminar
  4. Agora já consegui!
    Leonard Cohen, no esplendor dos seus 80 anos, a dar o toque final a um post excelente, ana.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que bom que conseguiu ouvir. Li o artigo do MEC que mo recordou.
      Beijinho. :))

      Eliminar
  5. Belíssima porta!
    Certamente com muitas histórias para contar...

    Um beijinho.:))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cláudia,
      Pois é mas isso obrigava-me a uma estadia mais alargada. :))
      Beijinho e fico feliz por a encontrar aqui. :))

      Eliminar
  6. Partilho o gosto por portas bonitas. Gostei de tudo. Beijinhos! :-)

    ResponderEliminar
  7. Muito bom, gostei! E o Leinard Cohen termina sempre bem... Linda porta, apesar de fechada. Dizes bem :
    "É uma porta fechada...
    O meu lamento é só esse,
    gosto de portas abertas."
    Também gosto de portas abertas. Mas há muitas por aí que estão fechadas!
    beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada, Maria João.:))

      É pena, não é? As portas deviam dar acesso sem receios. :))
      Beijinho.

      Eliminar
  8. Ahhhh...aahaaaa

    Sim. Jovem com experiência.
    Boa noite!:)))

    ResponderEliminar
  9. Se esta porta falasse... muitos piropos ouviu, muitos convites teve, muitas vezes bailou em mãos apaixonadas, muitas vezes se abriu... Agora está fechada. Mas não aldraba: apesar da osteoporose que lhe mina os ossos mantém uma personalidade esplêndida.
    Muito boa fotografia, Ana. Parabéns.

    ResponderEliminar
  10. A porta cerra a entrada para a Igreja de um mosteiro. Sm. julgo que ouviu tudo o que relata foi testemunho de muita polémica, de festas e de tristezas.
    Obrigada pelo comentário. :))
    Bom dia, embora por aqui esteja a chover. :(
    :))

    ResponderEliminar

Arquivo