18/11/2016

Tarde de Outono

Cascata encenada pelo homem

Tarde de Outono,
uma cascata sinfónica
corta o silêncio majestoso do jardim,
espaço cénico do botânico que o criou.
Os amantes procuram a paz
para fazer juras de amor.
Os poetas procuram a quietude
para escrever.
Os pintores procuram a mansidão,
para colocarem na tela
a impressão dourada das folhas.
As crianças procuram na água
os peixinhos vermelhos
 e a alegria de chapinhar.
A folha cai da árvore lentamente,
flutua no ar... flutua
cai na água e rodopia
em movimentos concêntricos,
à procura de ti.


21 comentários:

  1. Gostei muito do poema e a foto é linda:)

    Beijinhos e bom fim-de-semana:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Isabel. Tenho andado fugida.
      Beijinhos e bom fim de semana!:))

      Eliminar
  2. Querida Aninhasamiga

    NA NOSSA TRAVESSA
    UM FUNERAL Á MANEIRA
    Publico hoje mais um artigo – o quarto – da SAGA DA ALZIRA com o título acima. Convido todas/os à sua leitura e comentários. Obrigado.
    Agradeço igualmente a divulgação desta informação.
    Henrique, o Leãozão


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Henrique.
      Passarei por lá.:))
      Beijinhos.:))

      Eliminar
  3. Respostas
    1. :)) Procurar o belo, mas nem sempre se encontra.
      BJ

      Eliminar
  4. Não estará a folha em volteio de sedução
    exibindo o rubor da paixão?
    Quem lhe dará aconchego de mãos?

    Gostei do ambiente criado, da evolução sinfonica em crescendo até à resolução final.
    Bj.

    ResponderEliminar
  5. Um Outono que parece querer instalar-se por estes lados.
    Beijinhos, boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os jardins por aí também devem ficar lindos.
      Beijinhos e bfs.:))

      Eliminar
  6. Ana:

    Já sabes o quanto te aprecio enquanto poetisa!
    bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gracinha,
      Obrigada. Era bom que fosse.:))
      Beijinhos.:))

      Eliminar
  7. Outono, estação muito melancólica, mas tão suave ao mesmo tempo.
    "A folha cai da árvore lentamente,
    flutua no ar... flutua
    cai na água e rodopia
    ...
    à procura de ti"
    É isso. Beijinhos

    ResponderEliminar
  8. MJ,
    Por vezes, deprime-me.
    Gosto das cores e de ver a Natureza mas entristece-me.
    Beijinhos.:))

    ResponderEliminar
  9. Belo post! Foto, palavras... Muitos Parabéns :) [no Sábado passado estive nesse lugar maravilhoso] Bjs

    ResponderEliminar

Arquivo