04/06/2016

So Different



God grant me the serenity to accept 
The things I can not change
Courage to change the things I can
And the wisdom to know the difference

(...)

24 comentários:

  1. Ai se os trevos fossem de 4 folhas !...
    Apreciei imenso esta imagem, Ana !!!
    Um beijo e good luck !

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é João. Mas é raro encontrar esses trevos. Obrigada.
      Este malmequer estava entre estes que são os mais comuns.
      Beijinhos.

      Eliminar
  2. Ser diferente não significa necessariamente ser pior...
    Aprecio a singularidade! E é a diferença que torna o mundo
    mais rico e plural!
    Boas escolhas, Ana.
    Um beijinho e bom fim-de-semana.:))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também aprecio a singularidade, Cláudia.
      Obrigada.
      Beijinho. :))

      Eliminar
  3. Se conseguirmos ter esse discernimento, creio que seremos mais felizes.
    A foto é linda:)

    Beijinhos e bom fim-de-semana:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É pena nem sempre conseguirmos, Isabel.
      Beijinhos e bom Domingo!:))

      Eliminar
  4. Sei este poema de cor. Por vezes e necessario relembra-lo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não conheço de cor mas lembro-me dele quando ouço a canção.
      É realmente muito bonito.
      Beijinho, Catarina.:))

      Eliminar
  5. ~~~
    Muito bem enquadrada a «Oração da Serenidade»,
    ilustrada com uma foto admirável!

    Muito interessante, visto
    todos os elementos primarem pela diferença...

    ~~~ Beijinhos, Ana. ~~~

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Todos devíamos nascer com uma dose de serenidade, mas nem sempre é possível tê-la, só às vezes.
      Beijinhos e obrigada. :))

      Eliminar
  6. As postagens mais singelas são, muitas vezes, as mais profundas... Sabedoria em quatro versos e a pureza da flor solitária. Lindo! Beijos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Jane,
      Obrigada. A simplicidade é uma virtude, às vezes difícil de conseguir.:))
      Beijinhos.

      Eliminar
  7. A frase é bem verdadeira e gostei da fotografia. Beijinhos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Margarida,
      Obrigada. Bom Domingo. :))
      Beijinhos.

      Eliminar
    2. A Sinead canta muito bem este poema.
      Bj. :))

      Eliminar
  8. Muito bonita esta canção.O malmequer parece artificial:))
    BFS

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bea,
      O malmequer é verdadeiro e estava assim no jardim onde o encntrei.
      Boa semana. :))

      Eliminar
  9. Uma fotografia serenamente bela: a candura delicada do malmequer em cama de trevo verde ...quase de sorte!
    Bj.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Agostinho,
      Tenho pena dos trevos não terem 4 folhas mas nunca os encontro...
      Bj :))

      Eliminar
  10. A degradação a que esta mulher chegou!! :(
    Beijinhos, boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pedro,
      Porque é que diz isso?
      Ela sustenta bem este penteado/corte pois é bonita. A interpretação é pessoal nos trejeitos que escolheu fazer em determinados momentos. Que curioso nunca me disseram isso dela.
      Beijinho e boa semana. :))

      Eliminar
  11. Tu és singular...um bem-me-quer no meio de trevos!
    Beijinho grande Ana!
    Precisamos de um encontro urgente!

    ResponderEliminar
  12. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar

Arquivo