11/05/2016

"sagrada ambição de não nos contentarmos com as coisas medíocres"


 



Que a nossa alma seja invadida por uma sagrada ambição de não nos contentarmos com as coisas medíocres, mas de anelarmos às mais altas, de nos esforçarmos por atingi-las, com todas as nossas energias, desde o momento em que, querendo-o, isso é possível.

Giovanni Pico Della Mirandola, Discurso sobre a dignidade do homem. Tradução e introdução de Maria de Lurdes Sirgado Ganho. Lisboa: Edições 70, 2001, p. 55.

[da dignidade do homem, às vezes esperamos mais, resta a desilusão.]


28 comentários:

  1. A ambição e o desafio constantes, os horizontes e as vistas largas.
    Gosto do lema.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Desde ontem à tarde que o meu teclado do Mac bloqueou.
      Estou no pingarelho que é uma tortura para abrir os blogues.
      Nem me entendo com o teclado...

      AMBICIONO ter o problema resolvido durante esta manhã.
      Até perco a inspiração, se alguma vez a tive.
      Serve de desculpa ?
      Espero que sim.

      Um beijo muito amigo.

      Eliminar
    2. Desde ontem à tarde que tenho o teclado do Mac bloqueado.
      Estou no pingarelho e nem com este teclado me entendo.
      AMBICIONO ter o problema resolvido esta manhã.
      Servede desculpa ?
      - Espero bem que sim.

      Lindas as tuas flores !

      Um beijo amigo.

      Eliminar
    3. Para já, cederam-me um teclado Apple.
      O outro chegará amanhã em substituição do anterior.
      Mas hoje tenho imenso que fazer e um jantar dos 11 anos de um neto...

      Um beijo.

      Eliminar
    4. Pedro,
      É um bom lema, sim.
      Beijinho. :))

      Eliminar
    5. João,
      Obrigada.
      Ainda bem que arranjou uma solução e parabéns ao avô e neto. :))
      Beijinho.:))

      Eliminar
  2. Respostas
    1. Obrigada, Margarida.
      Os humanistas renascentistas eram especiais. Pena não haver agora um período semelhante.
      Beijinho. :))

      Eliminar
  3. ... ou seja, querer é poder! Há ainda um pequeno pormenor: o caminho.
    Saltar à corda, por exemplo. A Ana sabe do caminho, quer e pode. Por isso surgem, esplendorosamente, fotografias assim.

    bj.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Agostinho,
      O caminho nem sempre é fácil, por vezes, parece que entramos em letargia.
      Beijinhos. :))

      Eliminar
    2. Toda a gente experimenta essa situação. Nada de grave, porém, será se não houver percepção das razões.

      Eliminar
  4. ... entretanto
    no Brasil avança o golpe
    dos coronéis fardados à civil

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lá está a falta de dignidade humana...

      Eliminar
  5. O homem de vez em quando que é muita vez esbarronda-se da dignidade abaixo. Mas Bridge over troubled water é uma canção que fica.Tão jovens que eles eram e hoje não a cantam pior. Ainda bem que a voz conservou o timbre.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade. Escolhi esta versão porque os queria actuais. É sempre diferente, o passado do presente mas a canção mantém-se inalterável.
      Bom dia!:))

      Eliminar
  6. A mediocridade...este excerto dá pano para mangas.
    O próprio conceito é relativo, pois o que é medíocre para uns, não o é para outros e vice-versa.

    As fotos são muito bonitas:)
    Um beijinho:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isabel,
      Obrigada.
      É verdade é um conceito relativo. Mas sair desse sono é uma grande vitória, não achas?
      Não é fácil, mas todos os dias acordamos e temos algo para ultrapassar.
      Beijinhos. :))

      Eliminar
  7. Que bom ver e ouvir coisas que fazem bem à "alma"! Um beijo muito amigo!

    ResponderEliminar
  8. Linda flores, Ana! A simbolizar o que a Vida tem de Belo e de Esperança e no fundo, devemos almejar. Assim seja.
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  9. ~~~
    Belíssimas fotos, Ana!

    Concordo com a citação e respetiva nota...

    Enfim, um lugar onde não encontro vestígios

    de mediocridade e de onde saio sempre valorizada.

    ~~~ Beijinhos. ~~~
    ~~~~~~~~~~~~~~~~~~

    ResponderEliminar
  10. Dignidade, Ana, é algo que caiu em desuso. Todos os dias somos confrontados com essa triste realidade, vinda de todos os quadrantes, atestada por figuras que, à partida, deviam ser o modelo, o exemplo a seguir, mas que são o seu contrário.
    Valha-nos a beleza das suas flores, da música que é tão gratificante recordar.

    Beijinho, Ana.

    ResponderEliminar
  11. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  12. Obrigada, GL.:))
    É sempre tão bom vê-la por cá.
    Beijinhos. :))

    ResponderEliminar
  13. "O bicho da terra tão pequeno" [...] "A quem Neptuno e Marte obedeceram"...benditas aulas camonianas em que posso pregar o meu "sermão"...
    Eu acredito na força e na fé que está dentro de cada um de nós e é o que não me canso de pregar a cada instante...utopia ou não...continuo a pregar...alguém me há-de ouvir...
    beijinhos
    Obrigada :)

    ResponderEliminar
  14. Gracinha,
    Só hoje é que vi o teu comentário. Obrigada.
    Beijinho. :))

    ResponderEliminar

Arquivo