16/05/2016

"Spectator"


Como Spectator, eu só me interessava pela Fotografia por «sentimento»; queria aprofundá-la, não como uma questão (um tema), mas como uma ferida: vejo, sinto, portanto, reparo, olho e penso.

Roland Barthes, A câmara clara. (Tradução Manuela
Torres). Lisboa: Edições 70, 2015, p. 30.


Um dos melhores livros que li sobre fotografia e o seu conceito.




Numa interpretação mais recente


You were always on my mind
You were Always on my mind
You were Always on my mind

18 comentários:

  1. Respostas
    1. Margarida,
      Julgo que ia gostar.
      Beijinho.:))

      Eliminar
  2. Pois... VER e SENTIR.
    O resto vem por acréscimo natural.
    A edição que possuo é de 1981, Ana.Encontrei nesta, na pág. 37 :
    " Uma determinada foto acontece-me, uma outra não ".
    E muitas outras reflexões se encontram até à página 164, mas informo que a numeração não é coincidente.
    E por aqui me fico, depois de ter conseguido subir a uma cadeira para alcançar o livro que foi editado em 1980 pelas Éditions de l´Étoile, Galimard.

    Um beijo amigo ( e feliz por continuares esta aventura ).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vi que havia essa edição mas esta foi-me oferecida há pouco tempo e é fresquinha. A mudança de paginação pode ter que ver com a construção do livro, isto é, o prefácio...
      Gostei muito porque para mim a fotografia é muito um conceito.
      Beijinho. :))

      Eliminar
    2. Esta colecção é coisa para se não perder.
      Lembro o MODOS DE VER, de John Berger e o ARTE E CONHECIMENTO, de J. Bronowski, a titulo de exemplo.

      Eliminar
  3. Gostei da música. Já ouvi falar do livro e conheço quem o tenha trabalhado. Já o folheei nas livrarias. Mas não li.

    ResponderEliminar
  4. Nos meus tempos de Faculdade zanguei-me inúmeras vezes com o Sr. Roland Bhartes, mas já nos reconciliámos.:)
    Não conheço o livro e fiquei curiosa. Obrigada, Ana, por mais esta sugestão.

    Beijinho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. GL,
      Penso que é capaz de gostar. Por vezes estes "clássicos" têm esta coisa de nos fazer zangar.
      Gostei muito deste livro.
      Beijinho. :))

      Eliminar
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  6. ~~~
    Gratíssima pela sugestão, Ana.

    ~~~ Beijinhos. ~~~
    ~~~~~~~~~~~~~~~~~~

    ResponderEliminar
  7. Gostava de saber fotografar.
    Sou um trambolho.
    Beijinhos, boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pedro,
      De certeza que já tirou fotografias das quais se orgulha. :))
      Beijinho.:))

      Eliminar
  8. Com uma máquina e olhos a orientar
    há milagres fáceis de explicar

    ResponderEliminar
  9. Boa tarde, Ana,
    Ainda não tinha tido oportunidade de o comprar, estava na lista dos imperdíveis.
    Finalmente hoje, vou passar a tarde na companhia do Sr. Roland Bhartes.:)

    Obrigada, Ana, as suas sugestões são sempre de considerar.:)

    Beijinho.

    ResponderEliminar
  10. Boa tarde, Ana,
    Ainda não tinha tido oportunidade de o comprar, estava na lista dos imperdíveis.
    Finalmente hoje, vou passar a tarde na companhia do Sr. Roland Bhartes.:)

    Obrigada, Ana, as suas sugestões são sempre de considerar.:)

    Beijinho.

    ResponderEliminar

Arquivo