14/01/2016

escondia palavras

Viver dentro de um livro e fazer parte da sua beleza faria esquecer a intranquilidade dos dias. 
Afonso Cruz oferece-nos essa beleza numa Enciclopédia da Estória Universal editada pela Alfaguara em 2015.


ISA 
escondia palavras dentro de bocados de pão e depois atirava-os aos pássaros, e era assim que as suas palavras voavam por cima da sua aldeia, como fazem as nuvens carregadas de poemas quase a chover.
*p. 14* 


Em especial para a minha amiga Graça


HUXLEY, ALDUS
tinha medo das flores, porque elas cheiram bem e a Humanidade não. 
*p. 41*


Dois Senhores em memória

Obrigada a todos que me visitam, logo que possa virei agradecer individualmente.

18 comentários:

  1. Leve o seu tempo, ana.
    Nós vamos continuar a passar por aqui.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Pedro, pela sua presença.
      Beijinho. :))

      Eliminar
  2. Não te preocupes, Ana.
    Eu hoje só poderei vir à noite.
    Obrigado por este vídeo. É uma RELÍQUIA !

    UmbeijOOO

    ResponderEliminar
  3. Afonso Cruz anda há algum tempo a atazanar-me a curiosidade. Tenho de ver se desfaço o nó.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bea,
      Este é o segundo livro que leio dele e estou a gostar.
      Boa tarde. :))

      Eliminar
  4. Deve ser um belo livro. Há livros em que eu bem gostaria de entrar fisicamente. Bom dia e beijinhos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Margarida,
      As ilustrações são lindas, a escrita é linda.
      Tenho o mesmo sonho que a Margarida. Os livros não maculam e confortam-nos, dentro dos livros estamos protegidas. :))
      Beijinhos.:))

      Eliminar
  5. Ana,
    Os fragmentos do livro com que nos "adoça a boca" (págs. 14 e 41) são deveras significativos.
    Fica, em activa destilação, uma imensa curiosidade por esta obra de Afonso Cruz.
    Grato.
    (Não me passou despercebida a dedicatória do post. A Ana é uma amiga com A)

    Um beijinho :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, AC.
      Tento ser amiga, mas só consigo ser se as pessoas deixarem, se forem elas próprias; A Graça é. :))

      Um beijinho. :))

      Eliminar
  6. Olá, Ana,
    Não conhecia Afonso Cruz, mas depois deste seu post, do pedacinho de beleza que nos foi dado ver, não resisti: uma ida à Bertrand e uma das enciclopédias já faz parte dos eleitos que me fazem companhia.
    Cada vez "corro" mais atrás daqueles que fazem a diferença, aqueles que ainda têm a capacidade de nos pegar na mão e nos transportar sonho fora.

    Beijinho, Ana, e obrigada.:):)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. GL,
      Qual é que comprou? "O Mar"? Deve ser muito bonito esse livro.
      Fico contente por contribuir nesta descoberta.
      Beijinho. :))

      Eliminar
  7. Deve ser um belíssimo livro, Ana! Não apenas pelas palavras escritas, mas também pelos desenhos.
    Irei procurá-lo.
    Freddie Mercury e David Bowie - sem dúvida, dois grandes senhores da música!
    Um beijinho.:))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cláudia,
      Vai gostar de certeza. O livro é lindo. "O Mar" é capaz de ser ainda mais bonito mas o regresso aos clássicos levou-me a escolher o título que indico.
      Beijinho e bom fim-de-semana! :))

      Eliminar
  8. Tudo quanto possa dizer deste e neste post é pouco, porque me é dedicado (vou vingar-me disso) e não há palavras que ilustrem o meu agradecimento à Ana, por estar do meu lado e ser assim como é.
    A primeira citação do livro é magnífica e a ilustração não fica atrás.
    Quanto à segunda, a de Huxley, bem, fiquei emocionada ao ver o meu nome, porque chegou no momento certo e só posso dizer que tu, Ana, não fazes parte da Humanidade referida por Huxley e que é um prazer ter-te como amiga, és das melhores pessoas que conheci até hoje, especial, porque autêntica!
    Um Beijo e um Chocolate Quente
    Até já
    P.S.: Li de Afonso Cruz "Os Livros que devoraram o meu pai" - uma viagem através de alguns livros.
    Um beijinho ao AC, sempre atento!

    ResponderEliminar
  9. Gracinha,
    Os teus olhos vêem mais e aumentam a realidade, mas agradeço. :))
    Fico contente por gostares.
    Li dele "A Boneca de Kokoschka", um livro que gostei muito.
    Beijinho.:))

    ResponderEliminar

Arquivo