25/10/2014

Sugestão para o fim-de-semana

Sugestão para o fim-de-semana: uma receita da eleição de Callas.


«Ostras à Veneziana
Le ostriche alla veneziana
[receita de Il vero re dei cicinieri, de G. Belloni, 1936]


ostras; salsa; 1 dente de alho; pimenta; pão; azeite; sumo de limão

Abra as ostras com a faca destacando-as das duas conchas e acondicionando-as  depois na concha mais funda. Guarneça cada concha  com pouco de uma mistura de salsa [ou coentros*], 1 dente de alho e pimenta, tudo esmagado e misturado com pão e azeite. Coloque-as numa grelha sobre as brasas e deixe grelhar lentamente durante alguns minutos. Quando servir  esprema por cima limão.
Não se deve desperdiçar a água salgada que a ostra contém. Por isso abra-a com cuidado para que a água permaneça na concha. »

Segredos Culinários de Maria Callas, Histórias, Receitas e Sabores.  (Prefácio de José Bento dos Santos, organização e apresentação Bruno Tosi) Lisboa: Assírio e Alvim, 2008, p. 53.

Osias Beert I., *Minha sugestão.


18 comentários:

  1. Que boa sugestão: a Callas era boa em tudo!!! Fortunata lei! Fiquei com a receita nos olhos, mas falta-me tudo: ostras e paciência. Só tenho é salsa...
    beijinhos e bom descanso! Linda a Madame Butterfly! Vou pôr tudo FB...

    ResponderEliminar
  2. Também aprecio muito a Callas !
    Até sou capaz de comer uma salsa assim !

    Um beijo e good luck !

    ResponderEliminar
  3. A culinária é uma arte que não está ao alcance de todos. E obrigatório um orçamento desafogado para se experimentar.
    Se ficarmos por casa sempre se podem experimentar a aventura do avental e o prazer de conferir o resultado .
    À sobremesa é perfeitamente possível no leitor de cd-s.
    BFS

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que giro o seu comentário.
      Obrigada, Agostinho. :))
      Boa noite!

      Eliminar
  4. ... a Callas. Experimentei demasiado no guizado...

    ResponderEliminar
  5. Nem sempre é preciso um grande orçamento para experimentar coisas novas! Para já, com essa salsa, podem fazer-se maravilhosas "paste" (massas italianas, claro). Cozidas "al dente", é clato, e depois é deitar logo numa tigela grande onde se tem alho picado, muitos bocadinhos de tomate cru, em dados, um bom fio de azeite, um pouquinho de "peperoncino" (malagueta) com cuidado e uma mão-cheia de "basilico" (mangericão) cortadinho com esta salsa fresquinta também bem cortada!
    Pasta al pomodoro, aglio e peperoncino e oleo di oliva....
    Buon apetitto!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tem razão.
      É preciso é ter imaginação.
      Beijinho. :))

      Eliminar
  6. A MJ trouxe aqui um ótimo palpite. Faz-se cá por casa essa receita, mais no verão, alternando queijos, presunto, azeitonas... A qualidade do azeite é importante. Rápido, económico e saudável.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é e de fácil confecção.
      Boa noite!:))

      Eliminar
  7. Sempre que passo por uma "crise" de falta de apetite (que acontece de vez em quando), fico sem vontade nenhuma de cozinhar.
    Quem sabe uma coisinha assim diferente e fácil! Obrigada.

    Um beijo

    Beijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lídia,
      Gostava de ter uma crise dessas. Não gosto de cozinhar e por isso cozinho pouco.
      Pode dizer-se que sou sortuda.:))

      Só gosto de cozinhar pratos rápidos, como assados.
      Um beijo. :))

      Eliminar
  8. Ana, abriu-me o apetite quanto às ostras...
    Aliás, também não me importava de "sofrer", de vez em quando, das faltas de apetite de que fala a Lídia!...:))
    Um "manjar" completo: para o corpo e a alma!
    Um post apetitoso!

    Um beijinho.:))

    ResponderEliminar
  9. :))
    Que bom vê-la por aqui.
    Obrigada.
    Beijinho. :))

    ResponderEliminar

Arquivo