27/07/2010

O mar um grande búzio...

Hoje entrei num espaço da blogosfera que me aqueceu a alma. Em sintonia com ele nasceu este dia que se pautou por um curto passeio até ao mar, tranquilo e azul. A calmaria era tanta que a ordem se estabeleceu em detrimento do caos do pensamento.
Na praia a areia tórrida, cheia de gente, trouxe o silêncio entrecortado pelo som do mar. Este tornou-se um grande búzio a narrar histórias de naufrágios, de aventuras, de vitórias, de mitos, de reis e de rainhas, de piratas e de homens vulgares que o domavam na sua faina.
Fechei os olhos e parti.

8 comentários:

  1. Temos escritora ;-)
    Muito bonito! Tambem adoro o Mar...

    ResponderEliminar
  2. O marulhar é sempre muito sugestivo e, para muitos, é também profundamente apaziguador. Partilho deste sentir.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
  3. Os mares

    são bons conselheiros

    mesmo para os que deles

    não precisam

    ResponderEliminar
  4. Obrigada R,

    O mar revigora.

    Mar Arável,

    Tem razão é bom conselheiro e tranquilizador.

    Obrigada pelas visitas. :

    ResponderEliminar
  5. Gosto de adormecer ao som do mar, Ana – e acontece-me todas as noites onde passo férias. É o som de um Atlântico nem sempre sereno, muitas vezes exaltado. Mas, como diz tão bem, conta-nos histórias apaixonantes de aventura e descoberta. Mesmo com ele exaltado, durmo maravilhosamente. :-)

    ResponderEliminar
  6. Luísa,
    Obrigada por me ter visitado. O seu blogue é tão bonito que é um prazer recebê-la.

    Também vivi, só por um ano, num local em que o mar se revoltava e o seu som, apesar de revolto, era magnífico - o Pico!
    :)

    ResponderEliminar

Arquivo