12/02/2016

Inspiração Dalí...




If memory (in all of us so dim!)
persists in landscapes, chic and trim,
where watches melt on chici trees
and mountains float on desert seas,
astounding facts, indeed,
do rally to teach the clever Mr. Dalì


J.A. GAERTNER, The Persistence of Memory by Salvador Dalì [Poem], in «College Art Journal», Vol. 17, No. 4 (Summer 1958), p. 381. (daqui)

Salvador Dalí morreu a 23 de Janeiro de 1989 e pintou a Persistência da Memória, em 1931, quadro em que me inspirei para esta fotografia.

O tempo está ligado à História, lembro, também, que a 23 de Janeiro de 2007 faleceu o historiador A. H. Oliveira Marques, a quem presto homenagem, embora tardiamente.

O espaço a condicionar o tempo.

"Fim do mundo, lugar de destino mais do que passagem, com pouca atracção do mar, a situação geográfica de Portugal não era exactamente das mais propícias ao desenvolvimento de culturas superiores. Por longos séculos estaria por trás do atraso de muitas características nacionais."

A H Oliveira Marques, Breve História de Portugal. Lisboa: Editorial Presença, 2012 (8ª edição), p.12 e 13.

Um pintor e um historiador ambos preocupados em conhecer o mundo, em estudá-lo e interpretá-lo.


18 comentários:

  1. Um bom historiador e um pintor que não esquece. Mas a canção também é agradável. BFS

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bea,
      Fez parte do nosso crescimento no liceu, na Faculdade, e chega a muitas pessoas.
      Bom fim-de-semana!:))

      Eliminar
  2. ~~~
    Se as obras de Salvador Dali tinham como objetivo primordial
    provocar um espanto inesquecível, confesso que também estou
    muito admirada com a sua foto. Como a conseguiu?!

    Mais uma bonita homenagem reconhecida ao historiador e um
    excelente 'post'...

    ~ Beijinhos, Ana.
    ~~~~~~~~~~~~~

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Majo,
      Facilmente, pois comprei na Holanda este relógio que me fez lembrar Dalí. Não é nada de especial, foi baratinho.
      O tempo está sempre ligado à História e fez-me recordar o Professor A. H. Oliveira Marques a quem também ligo o quadro de Dalí.
      Obrigada.
      Beijinhos. :))

      Eliminar
  3. Dali era um gênio. Um gênio agitador que bulia com a convenção. HOM um homem e um historiador de que nos devemos orgulhar.
    A Ana traz-nos à memória marcos e valores do nosso tempo, com gosto e rigor. Como sempre faz.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Agostinho.
      A Memória e o Tempo estão ligados e o historiador marcou e marcará muitas gerações do nosso país.
      Boa noite: :))

      Eliminar
  4. A foto está muito interessante. Foste tu que preparaste o cubo da foto? De que material é feito o relógio?!...
    Boa foto!

    Beijinhos:) Bom fim-de-semana:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isabel,
      O relógio foi baratinho é de plástico, comprei-o em Amesterdão. Comprei-o por o achar giro, por ser torcido como os de Dalí.
      Obrigada.
      Beijinho e bom Domingo!:))

      Eliminar
  5. Sim, nunca nada foi fácil para nós, neste fim de mundo onde a terra se acaba e o mar começa. Entre geografias difíceis e vizinhos e "protectores" que só exploravam (a pérfida Albion à frente!).
    Tem razão O.M. :"Fim do mundo, lugar de destino mais do que passagem, com pouca atracção do mar, a situação geográfica de Portugal não era exactamente das mais propícias ao desenvolvimento de culturas superiores."
    No entanto, muito conseguimos e a nossa Poesia desde a lírica trovadoresca nada deve à dos outros povos.
    O "louco" do Dalì e o seu relógio a derreter também acompanha a nossa loucura!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. MJ,
      Gostei muito do seu comentário. Obrigada.
      Concordo com tudo. :))

      Eliminar
  6. Como disse a MJ FALCÃO, o tempo a derreter-se...
    Excelente réplica à imaginação prodigiosa do excêntrico Dalí !

    Um beijo Amigo.

    ResponderEliminar
  7. Só dos loucos saudáveis devia rezar a História

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo, Mar Arável.
      O mundo seria muito melhor. :))

      Eliminar
  8. Um grande Viva aos pintores e aos historiadores!
    Adoro Dali!
    A música tem uma harmonia perfeita!
    Estive para comprar um relógio destes, mas quando voltei lá, a loja tinha fechado...
    bjinhos :)

    ResponderEliminar

Arquivo