13/04/2015

Livros, marcador, flores do jardim


Apresento um livro que encontrei na FNAC e ficará na lista para comprar. Procurei informações. Na editora encontrei este trecho. O título é estranho mas o tema, ballet, interessa-me. Não sei se será um bom livro. Feminilidades... 
Nunca intitularia "Deslumbra-me" a um livro; empregaria, sim, na arte, pois, é o que espero dela.

Setembro de 1977 — Nova Iorque


Nos bastidores, atrás de uma estante metálica, cheia de rolos de cabos, grinaldas de flores de seda e os alaúdes sem cordas do primeiro ato, está um cesto com dois bassets pretos. Estão acordados, mas imóveis, os olhos pequenos e irrequietos, fixos nos bailarinos, que saem do palco a sorrir e a saltar e depois se entregam a uma violenta exaustão, inclinando‑se com as mãos nas ancas, resfolegando como cavalos de corrida. Os bailarinos apanham mãos‑cheias de lenços de papel das caixas presas com fita adesiva nos suportes dos projetores, e limpam o rosto e o peito. O suor bate no chão. Um auxiliar passa a esfregona a cheirar a amoníaco. Começa o pas de deux. As duas estrelas russas ficam sós, sob as luzes, ambos desertores. A superfície do palco tem o brilho embaciado do gelo negro; a resina salpica‑o como neve. (...)
As células continuam a multiplicar‑se. Joan descansa a palma da mão sobre o ventre, tentando adivinhar o local exato em que a vida está lá plantada como um bolbo de túlipa.

Maggie Shipstead, Deslumbra-me. (Tradução de Carmo Vasconcelos Romão). Lisboa: Editorial Presença, 2015, p. 11.

Enriqueci a colecção de marcadores. The Observer descreve o livro como:
«Uma escrita soberba, um romance excelente sobre um mundo fascinante.»

As tulipas foram apanhadas no vaso que está na rua. Tulipas negras.



Svetlana Zakharova e Andrei Uvarov no Japão - Don Quixote. Lindíssimo.
Cortesia do youtube.

13 comentários:

  1. ~
    ~ ~ Realmente, o livro parece muito interessante.
    Na minha opinião, tanto o título como o texto são sedutores.

    ~ ~ Belíssimas as suas tulipas! ~ ~

    ~ Sempre muito bom gosto, Ana. ~

    ~ Agradável e amorosa semana. ~

    ~~~Bjs~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
    .

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Majo,
      É sedutor mas receei que poderia ser uma questão de marketing.
      Obrigada. Gosto muito de flores, as tulipas encantam-me. Depois de ir a Amesterdão comecei a apreciar ainda mais.
      Reitero os seus votos.
      Beijinho. :))

      Eliminar
  2. Fiquei maravilhado com o Dom Quixote, Ana !
    Que bailarinos fantásticos !!!
    Um maravilhoso momento para eu desligar o Mac...

    Um beijo muito grato.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também me maravilhou, João.
      Congratulo-me. Representam uma energia e uma delicadeza extremas quer no feminino quer no masculino. :))
      Beijinho.

      Eliminar
  3. O bom gosto da ana, que já há muito conheço e reconheço, obriga-me a registar a sugestão literária.
    Boa semana.
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pedro,
      Obrigada. Boa semana.
      Beijinho. :))

      Eliminar
  4. Um belo casamento entre o livro, a túlipa e a música!
    Não conheço o livro e túlipas pretas nunca tive...

    Um beijinho e uma excelente semana.:))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Cláudia.
      Este ano nasceram, o ano passado não.
      Também gosto das amarelas e das rosa.
      Beijinho e uma excelente semana. :))

      Eliminar
  5. Como é que a Ana adivinhou que hoje necessitava de um miminho, algo que me aquecesse, afastasse este cinzentismo em que estamos mergulhados?! Há dias assim, por vezes por razões aparentemente simples, outras não tanto.:(

    Que lindas são as tulipas! E o livro? A temática, por si só é um deslumbramento, e a fazer fé no "The Observer" a escrita cumpre aquilo que dela se espera.
    Belíssimo o Pas de Deux, muito em especial a actuação do elemento masculino.
    Obrigada!

    Boa semana.
    Beijinho.

    ResponderEliminar
  6. GL,
    Ainda bem que o encontrou e desejo que sorria.
    Beijinho.:))

    ResponderEliminar
  7. Há flores aqui
    um paladar apurado
    um dedo que adivinha
    beleza em todo o lado.

    ResponderEliminar

Arquivo