05/06/2011

Volta Stanley Kubrick...

Ontem fui ver A Árvore da Vida, de Terrence Malick. O filme venceu a Palma de Ouro do Festival de Cannes. O que vou dizer talvez seja chocante mas não gostei do filme.



Quem viu 2001 Odisseia no Espaço realizado, em 1968, por Stanley Kubrick, talvez entenda a minha opinião.



O filme peca pela paisagem "National Geographic", como alguém disse. Vou explicar porquê. Metida na narrativa, a paisagem aparece caótica e bela mas também um pouco cliché.



A vida e a morte, a rotina, o tédio, a diferença, Deus, todos os elementos para um bom filme mas quanto a mim fracassado.



A morte, outra dimensão, o que encontrar?
A potência da Natureza sobre o Homem, Deus e o porquê da dor?
Aceitação? Procura? Reencontro?


Questões interessantes mas ...


Árvore, Jardim Botânico, Coimbra





Jardim Botânico, Coimbra



"A vida não passa de uma oportunidade de encontro; só depois da morte se dá a junção; os corpos apenas têm o abraço, as almas têm o enlace."



Victor Hugo (Citador)



Será?

16 comentários:

  1. Não vi o filme, mas já tinha ouvido dizer bem. Agora, fiquei na dúvida.
    Gostei da fotografia da árvore que colocou. Bj!

    ResponderEliminar
  2. Está nos planos ir ver este filme. Já ouvi opiniões bastante favoráreis e outras menos. Espero arranjar oportunidade para emitir a minha opinião pessoal.
    Um abraço de bom domingo! :))

    ResponderEliminar
  3. Margarida,
    Eu não gostei mas pode ter sido a minha perspectiva céptica!
    Bjs e adoro esta árvore, é a minha árvore. :)))

    Sara,
    Então espero pela sua opinião!
    Um abraço e bom Domingo!:)))

    ResponderEliminar
  4. Já vi o trilho há meses e pareceu-me interessante na altura. Foi bom ler a sua opinião.

    ResponderEliminar
  5. Gostei muito da fotografia e da citacao! Muito fortes, ambas!
    Bom Domingo! :-)

    ResponderEliminar
  6. Ana,
    Vivemos numa época em que nos embrenhamos de tal forma nas coisas que, sem nos apercebermos, delegamos nos outros a opinião sobre determinadas áreas. Ainda bem que não concorda, é sinal de que se mantém atenta ao que a rodeia, sem necessidade de delegar...

    Beijo :)

    ResponderEliminar
  7. ana,
    O filme ainda não vi.
    O Jardim Botânico é um local que transmite calma, paz.
    E muito romântico.

    ResponderEliminar
  8. Pois eu gostei e muito.
    Não achei cliché a parte National Geographic - achei antes muito belo o olhar de Malick sobre a Natureza e o Universo.
    Nem a achei pesada na narrativa - ela é antes a sua base, a origem e faz-nos ver a vida humana e os seus dramas na sua real dimensão perante todo o universo - apenas uma parte do todo... embora uma parte reflexiva e capaz de grande espiritualidade...

    Mas isto é apenas o meu olhar, a minha opinião e compreendo que outros o possam ver de diferente modo. :)

    Seria muito aborrecido gostarmos todos sempre do mesmo ;)

    beijinhos

    ResponderEliminar
  9. Ah e já me esquecia!
    Adorei a citação de Victor Hugo.
    Liguei-a logo a uma determinada cena do filme, que por sinal, me emocionou muito...

    bjo

    ResponderEliminar
  10. Virgínia,
    Julgo que é a primeira vez que não estamos de acordo. Pois, eu respeito a sua opinião.
    Sim, eu não gostei, pareceu-me que na narrativa as imagens, que são belas, não se diluiam com a história, um problema de tempo. Mas mais do que isso, e isto é o que sinto, algumas são o déjà vu de postais.
    Considero-me uma pessoa espiritual mas a espiritualidade transmitida não me bateu no fundo.

    Talvez porque criei expectativas muito altas do filme.
    Não sei, Virgínia mas não entrou.
    Bjs e é bom haver discordância.:)

    Sandra,
    Victor Hugo tinha um olhar profundo sobre as coisas, ele viu a realidade de uma forma extrema. Vejo que também gosta da árvore que adoptei.
    Bjs!:)

    AC,
    Obrigada, já tinha saudades da sua presença. Que bom vê-lo por aqui.
    Beijo. :)

    Pedro Coimbra,
    O Botânico tem esse poder maravilhoso que focou no comentário. É muito belo. :)

    ResponderEliminar
  11. Olá Ana,

    Envio beijinhos em primeiro lugar...tenho estado um pouco ausente.
    Vou ver este filme, faz parte das minhas escolhas depois darei a minha opinião. :)

    Beijinhos

    Blue

    ResponderEliminar
  12. Estou com muita vontade de ver este filme. Espero que venha aqui à minha terra.
    Tenho a sensação que vou gostar. O que já vi agradou-me. Se calhar acontece-me como à Ana. Tenho muitas expectativas e posso ficar desiludida.
    Espero que não.
    Um beijinho
    Isabel

    ResponderEliminar
  13. Blue,
    Que bom que voltaste!
    Vai ver sim. Tenho curiosidade em saber a tua opinião e a de todos. Julgo que coloquei o filme num patamar cuja correspondência ficou aquém.
    Bjs. :)

    Isabel,
    Tenho muita curiosidade em saber como vai ver este filme.
    Se houver muitos a ter outra opinião irei ver de novo o filme!
    Bjs. :)

    ResponderEliminar
  14. Será se eu procurar, vou encontrar o download desse filme? :>
    As fotos estao magníficas, pena nao aumentam :<

    Beijinhos de cá!

    # Quanto a pergunta que me fez sobre a autora daquela frase, se é brasileira, nao sei te responder, achei a frase no Google e me identifiquei no ato!

    Desculpe a ignorância da sua amiga lol!

    ResponderEliminar
  15. Aliás, a correlacao que você fez do texto com Ícaro foi boa, sempre lembro dele nas "quedas".

    ResponderEliminar
  16. Cris,
    Não sei aumentar as fotografias, tenho que aprender, a minha mala é pequena ainda :)).

    Obrigada pela dica e por ter gostado do Ícaro - é uma figura que gosto muito.
    Bjs. :)

    ResponderEliminar

Arquivo