29/12/2014

2 versos do O'neill

Sabes por que se diz
                             «gemem os prelos?»
não penses que é por ti.

Dois versos de Aexandre O'neill de «A um poeta que deixou de comparecer nas antologias»
Poesias Completas, 1954-1984.
Impresso na Biblioteca Nacional no dia 14  de Novembro de 2014.
Edizioni Troppe Inchiostro

Agradeço os versos enviados por MR.

Duas imagens que caso com os dois versos de O'neill:
o Sol de Inverno
que parte muito rapidamente.

 Sábado 16:30 horas

Sábado, 17:10 horas

A brochura é muito bonita.

E um dos poemas de O'neill cantado por Mariza.

18 comentários:

  1. Mariza tem uma voz que arrepia, ana.
    Impressionante!!
    Beijinhos, votos de boa semana

    ResponderEliminar
  2. A segunda foto é muito bonita.
    Realmente o Sol de Inverno parte rapidamente! Agora já os dias estão outra vez a crescer um bocadinho e é bom sabê-lo, apesar de ainda não se notar...

    Bonito post!
    Um beijinho:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Isabel.
      Gosto dos dias maiores.
      Beijinho. :))

      Eliminar
  3. Que maravilha de fotografias, sobretudo a segunda. Beijinhos!

    ResponderEliminar
  4. Continuo com o Plug-in bloqueado, por isso não pude ouvir a voz da Mariza.
    Não sei se a tenho nos CDs...

    ( Eu teria apagado os fios e o poste da 2ª imagem. Era só pedires, Ana. )

    Um beijo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. João,
      Que aborrecido. Como poderá remediar isso?
      Eu não sei apagar a não ser cortar a imagem.
      Obrigada.
      Beijinho. :))

      Eliminar
  5. Boa noite Ana,

    Costumo passar por aqui sempre que visito o cantinho da GL, raramente comento mas não é por não gostar, pelo contrário, gosto muito de passear pelos diversos temas do seu blog!
    Mas depois de ler o seu comentário no último post do "Olhares", ganhei coragem para lhe fazer uma pergunta: O que é a beleza? Será tão difícil alcança-la?

    Abraço grande e desculpe

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bom dia, Argo,
      Obrigada por me interpelar.
      Não sei definir beleza pois procuro-a constantemente. Nos livros de pintura e de estética existem várias definições. Mas não vou pegar nelas, algumas bem bonitas.
      Dizer o que para mim é a beleza é o que me maravilha em todas as artes (escrita, pintura, cinema, escultura, música, fotografia num grau mais abaixo,...). Claro, o feio pode ser belo, estranhamente, mas só o é por causa da forma como interpela.
      Achei graça à sua pergunta pois é difícil de responder.:))
      Um abraço.

      Eliminar
  6. O Alexandre O´Neill foi um predestinado que nos calhou no euromilhões. Surreal.
    É um dos ativos - nossos - de grande valor. Será que aqueles senhores das negociatas o têm na rifa para alienar por trinta deutsche € ?
    Ana, pôs nas fotografias uma sensibilidade superior. De que quem tem asas, de voar não de medida.
    Quanto à Mariza... já gostei mais.
    Boa noite.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Agostinho,
      :)))) Achei graça aos "trinta deutsche € ". Parece que nos últimos tempos é um poeta esquecido. É louvável a brochura da BNP.
      Gosto muito da Mariza, é para mim a actual fadista de eleição, mormente goste da Carminho e da Mafalda Arnaut.
      Bom dia. :))

      Eliminar
  7. Gosto do O´Neill e gostei das imagens: nada como o belo sol de Inverno.
    Bom Ano!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, gosto muito do sol de Inverno. :))
      Beijinho e um feliz final de Ano.

      Eliminar
  8. Alexandre O'Neill, um poeta a ler sempre!
    Belas fotografias... nem parecem reais!

    Beijinhos.:))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Cláudia. :))
      Beijinho e um final de ano feliz.

      Eliminar
  9. Respostas
    1. Puma,
      Tudo pelo melhor.
      Feliz Ano Novo. :))

      Eliminar

Arquivo