13/12/2014

Vassoura/arbítrio

Uma vassoura é uma vassoura
e nada mais do que isso.


Não sou nada.
Nunca serei nada.
Não posso querer ser nada.
À parte isso, tenho em mim todos os sonhos do mundo. 

 15-1-1928

Trecho de "Tabacaria" in Poesias de Álvaro de Campos. Lisboa: Ática, 1944 (imp. 1993), p. 252.

A Grande Beleza, de Paolo Sorrentino faz-nos pensar, perturba-nos,  parece desequilibrado, faz-nos querer desligar mas quando isso acontece: agarra-nos.
Saímos vazios? ... é como se uma vassoura varresse e separasse o que é certo e o que é errado, como se fosse o livre arbítrio.
O filme foi distinguido com a Palma de Ouro no festival de Cannes em 2013 e ganhou o Óscar de melhor filme estrangeiro em 2014.


 

10 comentários:

  1. Aninhasamiga

    Juntar o óptimo com o... óptimo - só tu... Muitos parabéns, mais uma vez.

    Qjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amigo Henrique,
      Obrigada pela gentileza.
      Bjs. :))

      Eliminar
  2. Gostei muito da foto. O filme deixou-me curiosa.
    Beijinho! Belo post!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sandra,
      Se puderes vê o filme.
      Obrigada pela visita. :))
      Beijinho.

      Eliminar
  3. A foto está muito gira! Uma vassoura! Que curioso!

    Já ouvi falar deste filme, não me recordo onde...mas não o vi.

    Um beijinho e bom fim-de-semana:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Isabel.
      É a vassourinha que limpa a lareira.:))
      Deves ter lido no Prosimetron, julgo que a MR colocou o trailer quando o foi ver.
      Só o vi agora.
      Beijinho. :))

      Eliminar
  4. Temos aqui o habitual "produto" : sonhar.1000, ou seja, sonhar mil vezes. Ou será sonhar elevado à milionésima potência.
    Com a vassoura se faz a profilaxia da existência, com n Pessoa(s) se alimenta o sonho, com a imagem - uma foto (da Ana, deduzo, explêndida) e um filme - se recorda a necessidade do essencial.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Agostinho,
      Fez-me sorrir. Sabe que quando criei o blogue não tinha ideia nenhuma para o nome mas 1000 é um número mágico e depois juntei sonhar. Não gosto de o ter, no entanto, na altura desconhecia a blogosfera, pensei que era uma password, por isso só eu conheceria.
      Acabou por ficar porque se assim começou é assim que será.
      Obrigada pelas palavras gentis.
      Boa noite. :))

      Eliminar
    2. Pois é! Por vezes o favor dos deuses adivinha-nos o querer e antecipa-nos etapas do caminho.

      Eliminar

Arquivo