05/12/2016

Noite


Noite

Cansaço...
ruído
alegria
tristeza
palavras inscritas
na pedra,
no rio,
no mar.

Grito
mudo...
do fundo da caverna
esperança
em contradança
entre a presença fugaz
e a ausência permanente,
vida.

Laços
embalo
ao de leve
frágil
proeza surreal
do amor
harmonia
no relógio
sem ponteiros,
noite.

ana

 

21 comentários:

  1. Um ritmo fantástico no seu poema, ana.
    Beijinhos, boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Pedro!:))
      Beijinho e bom fim de semana!:))

      Eliminar
  2. Respostas
    1. Obrigada, Margarida.
      Beijinho e bom fim de semana!:))

      Eliminar
  3. Um género de canções que aprecio. Talvez pela tonalidade e ritmo da voz. Muito bonita.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bea,
      Também gosto muito.
      Bom fim de semana!:))

      Eliminar
  4. Um belo poema o que nos oferece!
    Esta versão de "Fly Me to The Moon" não conhecia e gostei.
    Bom dia!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Boa noite MR Vertigo,
      Obrigada. :))
      Bom fim de semana!:))

      Eliminar
  5. Gostei.

    Consoante o ânimo
    um tom de noite.

    A noite... inscrita.
    A noite? vida.
    A noite! noite.

    Bj.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Agostinho.
      Beijinho e bom fim de semana!:))

      Eliminar
  6. Respostas
    1. Mas... :))
      Beijinho e bom fim de semana!:))

      Eliminar
  7. Respostas
    1. Obrigada, Majo.
      Beijinho e bom fim de semana!:))

      Eliminar
  8. Ana,
    Que a noite se transforme em dia,
    e a escuridão em luz!
    Um beijinho e bom feriado.:))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É isso, Cláudia.
      Obrigada.:))
      Beijinho e bom fim de semana!:))

      Eliminar
  9. A foto é muito boa, tinha-me esquecido de referir.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Agostinho.
      A ver se hoje visito os amigos. :))

      Eliminar

Arquivo