31/10/2013

"Uma lágrima solta nos olhos da pedra"

Na base da Janela do Convento de Cristo,Tomar

Quando a estátua deixou de ser estátua
 eu vi uma lágrima solta nos olhos da pedra.

 Eufrázio Filipe do Mar Arável
[A quem peço desculpa por ter surripiado]

Um poema de Eufrázio Filipe que ligo à notícia da partida de inúmeros jovens do nosso país. Pesa na alma, dói no coração.
Joana Vasconcelos no Palácio da Ajuda


9 comentários:

  1. Há tantos anos que não vou a Tomar, ana.
    Agora sou eu que estou a ver una furtiva lagrima :(
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  2. Se dói Ana, se dói! Uma debandada obrigatória, quando todas as esperanças, sonhos, portas, se fecham. E o país cada vez mais pobre, mais triste, perante o êxodo - tão doloroso para muitos - da sua riqueza maior: os jovens.

    Beijinho.

    ResponderEliminar
  3. Também li sobre o Inverno demográfico em Portugal do último ano:poucos nascimentos e muitos jovens a partir...Espero que a situação melhore para bem de todos.
    Beijinho!

    ResponderEliminar
  4. Na actual situação económica, é muito natural. bjns!

    ResponderEliminar
  5. É difícil vê-los partir, por todas as razões!

    O nosso país vai morrendo...

    Bom fim-de-semana, Ana, e aproveita para descansar!

    ResponderEliminar
  6. A todos muito obrigada. Um beijinho e um bom fim de semana.

    ResponderEliminar
  7. Mar Arável,
    Outros tantos meus de agradecimento. :))

    ResponderEliminar

Arquivo