25/03/2012

Tabucchi morreu na Primavera!

A vontade e o acaso levaram-me a transformar esta janela colocando um tom primaveril. Escolhi uma fotografia que tirei do castelo de Sant'Angelo em Roma. Há pouco soube que Antonio Tabucchi morreu. Hoje, o pássaro que se vislumbra a voar é Tabucchi.

A palavra, a nossa língua, é verdadeiramente a nossa pátria, dentro da qual nós vivemos, vivemos dentro desta linguagem, desta língua que é o nosso italiano, e se este invólucro que é a mesma coisa que placenta se rompesse não saberiamos mais nada....


Antonio Tabucchi (tradução livre)

Retirado daqui - http://youtu.be/G6UnhMu5z24



Em memória do homem que estudou e traduziu Fernando Pessoa.
Lacrimosa, Requiem de Mozart

17 comentários:

  1. A citação é muito bonita e dá que pensar, Conheço mal o autor (que faleceu) e vou tentar conhecer melhor.

    ResponderEliminar
  2. Obrigada a sua visita Ana, e obrigada por gostar de Sintra lugar onde passo muitas horas de muitos dos meus dias.
    Sintra para mim é mágica e quando subo o Parque da Liberdade é como se fugisse do Mundo, o silêncio cortado somente pelo ruído leve das folhas que o vento faz dançar, e a paz que sinto dentro de mim, não dá para descrever.
    No entanto não compreendi bem o seu comentário. Foi por, sem querer, o flash ter pintado a estátua?...
    Ela ficou pintada na fotografia, e quando lá voltei vi que o autor a tinha pintado. a maçã é vermelha escura, mas não se nota porque era um lugar onde o contraste com o fundo era grande.
    Tenho quase todas que têm colocado na Volta do Duche que é para Sintra uma Galeria de Arte autêntica.
    Volte quando quiser que me deu prazer a sua visita.
    Obrigada
    Maria

    ResponderEliminar
  3. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  4. Bela homenagem, Ana.
    Aquele pássaro visto por ti. E o "Requien"...
    Tenha uma boa semana.
    Abraços.
    Gilson.

    ResponderEliminar
  5. Faz-me impressão ainda mais porque o conheci...
    Engraçado: trabalhei com ele no ano em que houve um curso monográfico sobre Pessoa, dado por ele (Una sola Multitudine, )nas aulas de Literatura Portuguesa, na Universidade de Roma.Era um bom professor.
    E lá vem o Fernando Pessoa...

    ResponderEliminar
  6. Tabucchi morreu na Primavera. Ao som das andorinhas que voltam sempre. Como sempre ele tornou: à Luz de Lisboa.
    Se encontrou os passos,errantes de versos,de Pessoa? Eu acho que sim.

    ResponderEliminar
  7. Margarida,
    Também não conheço bem apenas li Nocturno Indiano e alguns textos dele. A paixão pelo nosso país e por Fernando Pessoa foi o que me ligou a ele.
    Beijinhos. :)

    Maria,
    Muito obrigada pelo seu comemtário. Gostei da sua fotografia mas da escultura não. Nem sei dizer porquê.
    Tenho que fazer o seu passeio pois já há anos que não caminho por Sintra a não ser no centro histórico. Adoro a cidade romântica.
    Abraço! :)

    Gilson,
    Obrigada pelo seu comentário. Uma boa semana para si.
    Abraços. :)

    MJ,
    Que bom recordar Roma apesar da causa triste que a fez relembrar.
    Era bom que nos contasse essa história.
    Beijinhos. :)

    George Sand,
    Também acho que ele encontrou os versos de Pessoa.
    Beijinho. :)

    ResponderEliminar
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  9. Ouvi a notícia hoje de manhã.
    Que repouse em paz.
    Bjs e boa semana

    ResponderEliminar
  10. É uma grande perda de quem nos deixa uma grande dádiva. Justíssima homenagem.

    Um abraço e boa semana.

    ResponderEliminar
  11. Se temos que partir, que seja na Primavera, com as flores, os pássaros, o sol...
    Mais um estrangeiro,que honrou e divulgou a língua de Camões. Neste caso também se apaixonou por Portugal, vindo mesmo a adoptar a nacionalidade portuguesa.
    Fernando Pessoa será eterno e único!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  12. Pois é, foi bom voltar e morrer na Primavera, como disse a Cláudia. A mulher dele era portuguesa e ele gostava muito de Lisboa. Depois "Pessoa" acho que era a sua "segunda pele"...
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  13. Pedro,
    Boa semana!
    Beijinhos. :)

    R,
    Espalhou a nossa língua pelo mundo!
    Obrigada e boa semana. :)

    Cláudia,
    Tão bonito o que diz: "Se temos de partir que seja na Primavera", é uma contradição ou melhor um princípio contranatura mas que existe. fez-me pensar.
    Beijinhos e obrigada.:)

    Mar Arável,
    Dentro de nós, sim.
    Beijinho. :)

    ResponderEliminar
  14. MJ,
    Sempre achei que era triste morrer na Primavera mas agora compreendo que pode ser belo, morre-se com flores. Embora a morte seja sempre algo a evitar.

    ResponderEliminar
  15. que tristeza a morte de Tabucchi! grande escritor, como eu gostava dele!!!R:I:P
    beijos minha querida Ana,

    ResponderEliminar
  16. Querida Myra,
    É triste sim, mas agora pode voar livremente.
    Beijinho. :)

    ResponderEliminar

Arquivo