17/03/2016

Gestos

Nada, a não ser a arte, é mais belo que as flores.

Gestos que apaziguam a alma. 


XXXI - Se às vezes digo que as flores sorriem


Se às vezes digo que as flores sorriem
E se eu disser que os rios cantam,
Não é porque eu julgue que há sorrisos nas flores
E cantos no correr dos rios...
É porque assim faço mais sentir aos homens falsos
A existência verdadeiramente real das flores e dos rios.

Porque escrevo para eles me lerem sacrifico-me às vezes
À sua estupidez de sentidos...
Não concordo comigo mas absolvo-me,
Porque só sou essa coisa séria, um intérprete da Natureza,
Porque há homens que não percebem a sua linguagem,
Por ela não ser linguagem nenhuma.

s.d.

Alberto Caeiro, O Guardador de Rebanhos.  (Nota explicativa e notas de João Gaspar Simões e Luiz de Montalvor.) Lisboa: Ática, 1946 (10ª ed. 1993), p. 56.


24 comentários:

  1. As flores transmitem harmonia e as melodias também.
    Bjos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Catarina,
      Sem dúvida, trazem alegria.
      Beijinho. :))

      Eliminar
  2. Quem a Ana nos trouxe aqui para ouvir!!
    Nick Cave é uma perdição.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pedro,
      Adoro o Nick Cave e já há muito que não o ouvia.:))
      Beijinhos.

      Eliminar
  3. Imagens - também as do vídeo -, poemas e voz, confluem. Obrigada.

    ResponderEliminar
  4. Respostas
    1. Obrigada, Mar Arável.
      Vamos ver se começo a visitar todos.
      Boa noite. :))

      Eliminar
  5. Se os Correios não roubassem o sorriso às flores...

    Um beijo, Ana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, João.
      Estas foi a minha irmã que me trouxe e alegraram a casa.
      Beijinho grato. :))

      Eliminar
  6. ~~~
    Tenho a maior consideração
    pelas pessoas que confessam a admiração por flores...
    Sim, concordo, despertam-nos alegria e paz puras e profundas.
    A canção, belíssima, completa mais um 'post' de bom gosto e perfeito.

    ~~~ Beijinhos, Ana. ~~~
    ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Majo,
      Adoro apesar de perecíveis. Talvez seja isso que as torna ainda mais belas.
      Beijinho. :))

      Eliminar
  7. Tinha saudades de vir até aqui. Havia uma urgência que se impunha fosse respondida.
    Voltei, apaziguei. De que outra forma poderia ser?!

    Beijinho, Ana.

    Alberto Caeiro

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. GL,
      Não tenho visitado ninguém, com pena minha. Tenho andado recolhida, até sinto que estou em falta com os amigos por isso foi muito bom vê-la por cá.
      Beijinho. :))

      Eliminar
    2. Ana,

      É sempre um imenso prazer vê-la, mas compreendo que nem é possível.
      Também tenho andado ausente, mas sempre que posso venho espreitar o "cantinho do belo, da paz".

      Desculpe o pobre do Alberto Caeiro estar assim, como que esquecido, mas só quando publiquei é que me apercebi do lapso.:(

      Beijinho:)

      Eliminar
    3. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
  8. Tão bonito querida Ana! Um beijinho e bom descanso

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. MJ,
      Não tenho visitado ninguém, com pena minha. Tenho andado recolhida, até sinto que estou em falta para consigo e para com os amigos.
      Foi muito bom vê-la por cá.:))
      Em breve apareço as saudades são muitas.
      Beijinhos. :))

      Eliminar
  9. Adoro tulipas!
    E o Alberto Caeiro foi bem selecionado...o poema é fabuloso...como ambas sabemos, é preferível imaginar o sorriso das flores que os sorrisos dos homens que sorriem sem sorrir...
    Belíssimo o som...
    Beijinho e bom domingo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Graça. As tulipas foi a minha irmã que me deu. :))
      Beijinho.

      Eliminar
  10. Gostei muito da foto e do poema:)

    Boa semana:) Ainda algum trabalho, mas depois com o merecido descanso!

    Beijinhos:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, Isabel.
      Ainda não regressei, ando em reclusão, vamos ver se vem o merecido descanso. :))
      Beijinho.

      Eliminar

Arquivo