12/03/2016

Floresta de ferro em cidade de betão

Bom fim-de-semana!

Floresta de ferro em cidade de betão
 


Nunca, por mais que viaje, por mais que conheça

Nunca, por mais que viaje, por mais que conheça
O sair de um lugar, o chegar a um lugar, conhecido ou desconhecido,
Perco, ao partir, ao chegar, e na linha móbil que os une,
A sensação de arrepio, o medo do novo, a náusea —
Aquela náusea que é o sentimento que sabe que o corpo tem a alma,
Trinta dias de viagem, três dias de viagem, três horas de viagem —
Sempre a opressão se infiltra no fundo do meu coração.


31-12-1929

Álvaro de Campos. Lisboa: Ática, 1944 (imp. 1993), p. 41.

19 comentários:

  1. Gostei muito da fotografia e o título é bem adequado. Beijinhos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já tem um anito ou dois esta foto mas gostei de a tirar. Obrigada.
      Beijinho. :))

      Eliminar
  2. Gostei imenso da tua foto da Gare do Oriente. E o título, como diz a Margarida, está muito bem escolhido:)
    Bom fim-de-semana:)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isabel,
      Foi esta que escolhi, tenho algumas enquanto estava à espera do comboio, mas achei graça a tanta palmeira gótica de ferro.
      Beijinho grato pela tua presença.:))

      Eliminar
  3. O magnífico Álvaro de Campos e o divino Rodrigo Leão!
    A foto está excelente!
    beijinho e bom fim de semana!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Feliz fim de semana. Gracinha.
      beijinho. :))

      Eliminar
  4. O magnífico Álvaro de Campos e o divino Rodrigo Leão!
    A foto está excelente!
    beijinho e bom fim de semana!

    ResponderEliminar
  5. Se estás a pensar que não levas o meu voto, estás completamente enganada !
    Até o Calatrava ia adorar esta imagem !!!

    E a "Viagem", do Álvaro de Campos, diria que é a cereja !

    Um beijo e muitos parabéns, Ana !

    ( Já vista que o Flinpo pediu COMBÓIOS e aparecem carros eléctricos ? Assim, não brinco...).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigada, João.
      É uma honra!:))

      (Vi sim, mas...)
      Beijinhos mil. :))

      Eliminar
  6. Ana, a composição desta postagem está perfeita: bela foto, o inspirado Fernando Pessoa e a Música! Ah... , a música! divina. Não conhecia o compositor, é claro que conheço e admiro o Madredeus, desde sempre, mas nunca me dei conta de Rodrigo Leão. Obrigada por tornar minha noite mais feliz. (Depois de uma semana de tragédias em meu estado provocadas pela chuva e em tempo de turbulência política, ouvir boa música foi um bálsamo!) Beijos, boa semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Jane,
      Fico contente por tê-la feito sorrir.
      Peço desculpa por só hoje ter retribuído o seu carinho.
      Beijinho.:))

      Eliminar
  7. Rodrigo Leão é o meu preferido em Portugal, Ana.
    Sublime!
    Bjs, boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho-o fantástico, Pedro.
      Beijinho atrasado.:((
      Bom fim-de-semana. :))

      Eliminar
  8. ~~~
    Um 'post' excelente e bem conseguido

    como complemento à belíssima foto.

    ~~~ Beijinhos, Ana. ~~~
    ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigada, Majo.
      Beijinho atrasado.:((
      Um bom fim-de-semana. :))

      Eliminar
  9. O Álvaro de Campos sentindo aquele friozinho filtrado no aço de Calatrava, não é Ana?
    Para se curar, que venha ouvir o Rodrigo Leão.
    Tudo muito bem conjugado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Agostinho,
      Obrigada pela sua sintonia.
      Bom fim-de-semana. :))

      Eliminar
  10. Também gostei. E acho essa floresta muito artística e arejada:) Não tem verde mas deixa penetrar o sol e o panorama é bem bonitinho. Tudo tem as suas vantagens.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bea,
      Acho-a artística, bonita, arejada, sim, mas desconfortável no Inverno.
      Bom fim-de-semana. :))

      Eliminar

Arquivo