07/05/2013

Desassossego

Vivemos apenas do sonho que é a ilusão 
de quem não pode ter ilusões.

Bernardo Soares, no filme de João Botelho: O filme do Desassossego.

Andrew Wyeth (1917-2009),Wind from the sea, 1947



O filme,  como o vento, esvazia-nos de tanta beleza.

«A minha pátria é a língua portuguesa.», 
citação redutora de todo o monólogo de Bernardo Soares.

[Um filme bem urdido e notavelmente transposto para o século em que vivemos. 
Não é fácil.]



Uma música que associo a este filme por causa do sonho e da ilusão.

15 comentários:

  1. Deixar-me sem palavras, não é fácil.
    Ou é... Tem dias...

    ResponderEliminar
  2. Lindo post, ana.
    Como é hábito.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Deve ser interessante. Fico com curiosidade de ver. Bjns!

    ResponderEliminar
  4. Desassossegados andamos todos cada vez mais...

    Não sei se conseguirei ver o filme, ou melhor, se quero ver o filme. Ou ainda, se devo ver o filme...

    Fernando Pessoa é intemporal.

    A imagem/quadro da janela está genial.

    Um beijinho:))

    ResponderEliminar
  5. Rogério,
    Por vezes é bom o silêncio.
    Boa tarde!:)

    Obrigada, Pedro.
    Beijinho. :)

    Margarida,
    Não é fácil mas gostei e tem trechos belíssimos.
    Beijinho. :)

    Cláudia,
    Estranhei o seu comentário. Não é um filme fácil como também o livro o não é.
    Ler o livro é diferente mas a abordagem parece-me boa.

    Desassossegados estamos todos neste país sem rumo, ou com um rumo muito escuro.
    Beijinho. :)

    ResponderEliminar
  6. Ana, apenas tenho receio que o filme me desassossegue demasiado... Daí por um lado desejar ver o filme, mas por outro não...

    Não que pretenda fugir àquela que é cada vez mais a realidade, mas no dia-a-dia já nos deparamos com situações tão tristes que se me puder poupar... E, como a Ana referiu que não é um filme fácil...

    Beijinhos.:))

    ResponderEliminar
  7. Também não conhecia o filme. Agora fiquei curiosa.
    Beijinhos, Ana! :-)

    ResponderEliminar
  8. Prefiro sonhar
    contra todas as ilusões

    ResponderEliminar
  9. Cláudia,
    Compreendo-a, No dia em que vi o filme também tive receio de ficar angustiada, mas a vontade foi mais forte. :)
    Beijinho.

    Sandra,
    O "Filme do Desassossego" é um filme realizado por João Botelho de 2010. Está todo no youtube. Eu vi em DVD. Quando passou no Gil Vicente não o pude ir ver.
    Beijinho. :)

    Puma,
    Como eu o compreendo, a escolha é obviamente o sonho.
    Boa noite!:)

    ResponderEliminar
  10. eu tbem prefiro sonhar tanto de dia como de noite
    obrigada pelos teus comentarios
    te quero mto bem
    beijinhosssssssssssssssssssssssss

    ResponderEliminar

  11. Perfeitamente actual a dispersão do sujeito que emerge do Modernismo.


    Um beijo

    ResponderEliminar
  12. A todos que por aqui passaram: saúdo, sorrio e agradeço apesar de tardiamente.:)
    Bem hajam pelos registos que deixam.
    Beijinho para todos
    .

    ResponderEliminar
  13. Gostei muito! A janela é linda (eu adoro janelas!), o desassossego anda sempre por aí, quem se livra dele?
    Os filmes nunca consigo ver! (Fico em casa, em vez de ir...)
    Muitos beijos e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  14. Maria João,
    Este vi-o em casa. Claro perde-se a amplitude da tela gigante. :)
    Beijinho. :)

    ResponderEliminar

Arquivo